A mudança de hora pode afetar a qualidade do teu sono?

Estamos novamente naquela altura do ano. Não, não é o Halloween. Aquela altura que alguns amam e outros desprezam: o fim dos dias longos. Sei bem o que estás a pensar, como é que alguém pode desaprovar ter uma hora extra de sono? Acredites ou não, a mudança de tempo afeta o nosso corpo de várias maneiras, mesmo que seja apenas uma hora e mesmo que seja uma hora extra. Estou a sentir um pouco de cepticismo. Permita-me quebrá-lo para ti enquanto uso os meus super poderes de sonâmbulo.

Ajuda o teu ritmo circadiano a sintonizar novamente

De acordo com a nossa especialista do sono, a neurocientista Verena Senn, Ao virar o ponteiro dos nossos relógios para trás ou para a frente, o nosso ritmo circadiano interno dessincroniza com o nosso atual ciclo dia-noite, o que pode ter um impacto direto na nossa saúde, bem-estar, e capacidade de funcionar corretamente.

“O que é o ritmo circadiano”, podes estar a perguntar-te? Pensa nele como o teu relógio interno; o que mantém o teu corpo dentro do horário. Já deves ter reparado que normalmente há uma tendência para acordar por volta da mesma hora na maioria dos dias, ter fome por volta das mesmas horas, e sentires-te sonolento numa determinada hora. Este é o teu ritmo circadiano, e é afetado quando a mudança de hora acontece. O ritmo circadiano é influenciado pela luz solar e escuridão, e com base neste fator ambiental, o cérebro ativa determinadas hormonas que afetam diretamente o teu metabolismo e temperatura corporal.

Mas recuperar o teu ritmo circadiano e assegurar uma grande noite de sono, não é uma tarefa difícil . Verena Senn  afirma também que, Dentro de alguns dias, o nosso ritmo circadiano ajusta-se ao novo horário de forma natural. Contudo, para uma transição mais suave, devemos expor-nos à luz solar de manhã cedo para suprimir a secreção da melatonina hormonal indutora do sono e repor o ritmo circadiano. Isto pode ser conseguido indo dar um passeio matinal, correr pela vizinhança ou sentares-te ao ar livre para tomar o pequeno-almoço. Em geral, deverás ter cerca de vinte minutos de exercício  e isto é ainda mais importante para premir o botão de reset no teu ritmo circadiano.

As noites também são importantes para recuperar a rotina do sono. Não sou tua mãe, mas também te aviso que beber álcool e cafeína é um não-não se tiveres problemas de adaptação ao novo horário. Já disse mencionei isto em outros posts de blogues, mas é preciso repetir: guarda esse telemóvel! A luz azul dos ecrãs eletrónicos manter-te-á acordado, pelo que recomendo a leitura antes de dormir ou talvez a meditação ou a audição de música calmante. Fiz-vos uma playlist no Spotify para adormecerem com sons mais calmantes. Por fim, certifica-te que o teu quarto está em boas condições e iluminação adequada, temperatura amena e, claro, um colchão confortável com um bom apoio. Podes encontrar aquele que é considerado um dos melhores colchões no mercado- o Emma Original – aqui.

 

Use a tua hora extra de forma sábia

Sabias que muitas pessoas ficam realmente entusiasmadas com a tal hora extra de sono, mas quantas é que a usam realmente? Verena Senn acrescenta que, embora no Outono as pessoas ganhem uma hora extra à noite, isto normalmente leva-as a usar essa hora para passar a noite acordadas, o que, por sua vez, pode afinal contribuir para uma noite de sono ainda mais curta. Assim talvez em vez de ficares acordado até tarde a terminar um filme, vai para a cama a tempo de aproveitar a hora extra de forma completa e em toda a sua glória. Caso contrário, arriscamo-nos a começar com o pé errado e a acordar cansados em vez de descansados. Há relatos que afirmam que existem mais acidentes de trânsito relacionados com a privação do sono na altura das datas de mudança de hora.

Em última análise, pode levar entre 4 a 7 dias para que o teu corpo se ajuste completamente à mudança horária. Ouve o teu corpo e vê como ele reage. Talvez te sintas cansado, talvez te sintas energizado. O importante é respeitar um horário definido e não se desviar muito dele. O teu corpo cai em hábitos, e quando o nosso sono é perturbado, pode ter consequências importantes na forma como nos sentimos e agimos no trabalho e nas nossas vidas pessoais. Boa sorte a todos os amantes da sesta por aí, e escrevo-vos na próxima!

 

 

 

 

 

Deixa um comentário

A nossa newsletter mensal - Sê o primeiro a saber das novidades Emma e recebe descontos exclusivos para ti.